Notícias

Atividade econômica do Brasil afeta produção de aço

23/10/2015

 Atividade econômica do Brasil afeta produção de aço

Foto: Internet Divulgação

A produção nacional de aço bruto alcançou 25,253 milhões de toneladas no acumulado ano até setembro, 1,2% menos que o volume produzido nos mesmos meses de 2014 (25,555 milhões de toneladas). Nos últimos 12 meses o País produziu 33,594 milhões de toneladas de aço. Os números foram divulgados ontem pelo Instituto Aço Brasil (IABr).

As siderúrgicas instaladas em Minas Gerais produziram 8,021 milhões de toneladas de aço bruto entre janeiro e setembro, o que equivale a 31,7% do total do País para o período. Só a produção de laminados e semiacabados no Estado alcançou 7,414 milhões de toneladas no acumulado do ano até o mês passado.

A produção brasileira de laminados (aços planos e aços longos) atingiu 17,393 milhões de toneladas de janeiro a setembro sobre 18,949 milhões de toneladas ante o mesmo período de 2014, uma retração de 8,2%. O volume de laminados produzido nos últimos 12 meses totalizou 23,359 milhões de toneladas e respondeu por 70% do total de aço produzido no intervalo em todo o Brasil.

Com base nas informações divulgadas pelo IABr, o volume de aços planos, usados pelo setor automotivo e para a produção de eletrodomésticos da linha branca, totalizou 10,197 milhões de toneladas até setembro, volume 4,8% menor do que o do mesmo período do exercício anterior (10,708 milhões de toneladas).

A produção nacional de aços longos também caiu. O volume do insumo, usado majoritariamente pela indústria da construção civil, produzido entre janeiro e setembro somou 7,195 milhões de toneladas, 12,7% de queda em relação às 8,241 milhões de toneladas produzidas no mesmo período de 2014.

Ainda de acordo com os dados do IABr, a produção de semiacabados (placas, blocos e tarugos) somou 6,624 milhões de toneladas de janeiro a setembro, volume 36% maior do que o de igual período do exercício anterior, que somou 4,872 milhões de toneladas.

Já as vendas acumuladas de produtos siderúrgicos ao mercado brasileiro no acumulado até setembro de 2015 somaram 14,2 milhões de toneladas, redução de 14,3% em comparação com o mesmo período de 2014. Ainda segundo o IABr, o consumo aparente nacional de aço chegou a 16,9 milhões de toneladas no acumulado do ano, retração de 14% frente ao mesmos meses de 2014.

Compras externas - No que se refere às importações, o País importou 2,8 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos até setembro, praticamente 12% menos do que nos mesmos meses do ano passado, quando as comparas de aço no exterior totalizaram 3,2 milhões de toneladas.

Conforme o IABr, apesar das condições adversas do mercado internacional as exportações de produtos siderúrgicos até setembro de 2015 totalizaram 10 milhões de toneladas, o que rendeu US$ 5,2 bilhões de dólares, crescimento de 48,6% em volume e de 6,1% em valor, quando comparados às do mesmo período do ano anterior.

O resultado, segundo o Instituto se deve, principalmente, ao aumento de operações "inter companies", a partir do 2º semestre de 2014, para fornecimento de semiacabados a plantas na Europa e nos Estados Unidos, e, também, devido às ações emergenciais do setor para evitar redução ainda maior do grau de utilização da capacidade instalada.

 



Fonte: Diário do Comércio (MG)

Histórico
















Endereço
Rua Evaristo da Veiga, 689
Boqueirão - Curitiba-PR
Televendas
(41) 3376-4140
Whatsapp
(41) 9984-4140
E-mail
vendas@casadoserralheiro.com
Horário de Atendimento
Segunda a Sexta das 8h00 às 18h00

A empresa Casa do serralheiro situada na cidade de Curitiba/PR está no mercado há mais de 25 anos, levando sempre ao seu cliente: exclusividade, qualidade, satisfação e conceito.
Atua no ramo de ferro e aço para serralheria, construtora e indústria metalúrgica em geral, fornecendo chapas, perfis leves, perfis estruturais, tubos pretos e galvanizados, ferros cantoneiras, ferros chatos, ferros redondos, ferros quadrados, etc.